Engenharia e Construção Esportiva

Webnode

Piso e Quadra

Belo Horizonte - MG
31-3317-1414
31-8200-2842

contato@pisoequadra.com

Novidades

Você utilizou os nossos serviços e já tem algo a dizer sobre nós? Por favor, não hesite em nos...

Enquete

Você gostou do resultado de nossos serviços?

Piso

Executamos construção de pisos para quadras esportivas e industriais, sendo o concreto armado com telas

metálicas (malha de aço), usinado, nivelado a laser e com acabamento mecanizado, de acordo com o projeto.

Saibro - ideal para tênis, sua execução requer muitos cuidados. A construção deve ser feita em terrenos planos, bem compactados e, de preferência, de composição argilosa. O primeiro passo é fazer uma moldura com blocos de cimento e cinta de concreto na medida da quadra. Ela deverá ter 30cm de altura e ficar parcialmente enterrada. No fundo dessa moldura é espalhada uma camada de 20cm de altura de cacos de tijolo, que deve ser muito bem compactada com a ajuda de água. Em seguida, cobre-se o espaço com uma camada de 20cm de saibro misturado com argila e terra vermelha. Depois de compactada com um rolo pesado, deve-se abrir pequenas valas e fazer sapatas de concreto nos locais onde serão fixados os postes de sustentação da rede. Por fim, espalha-se o pó de telha, o que facilita a movimentação dos jogadores. Deve-se prever caimento de 0,5% nas laterais. A autodrenagem demora cerca de 8 horas. As obras duram aproximadamente 6 semanas.
Se a quadra for construída em terrenos irregulares, aterrados, de pouca firmeza ou sobre lençol freático, deve-se prever o contrapiso, o que acarreta a necessidade de um sistema de drenagem.
A manutenção do saibro é bastante trabalhosa. São necessárias freqüentes reposições do pó de telha da superfície, é preciso molhá-la para mantê-la sempre úmida, garantindo a maciez do piso, a firmeza do solo e evitando que o vento levante nuvens de pó. O ideal é varrer e molhar a quadra duas vezes ao dia.
         · Cimentado - sua execução é simples: sarrafos de madeira, de 10cm de altura x 2,5cm de largura, são dispostos na forma de quadrados de 2 x 2m sobre um lastro de pedra nº 2 com 5cm de altura. Esses quadrados devem ser preenchidos diagonalmente por uma camada de concreto de 8cm de altura. Após a cura de 24 horas, os sarrafos são retirados e o espaço vazio é preenchido por concreto ou asfalto. O acabamento tem, em média, 2cm de espessura e pode ser feito com argamassa de cimento e areia quando se tratar de quadras descobertas, ou por pó de cimento, se a quadra for fechada. A demarcação é feita com tinta acrílica resistente à abrasão. Deve-se considerar que o cimentado não absorve o impacto dos movimentos dos jogadores.
         · Asfaltico - de fácil construção, pode ser usado para quadras de quase todos os esportes. Sobre uma base de pó de pedra é colocada uma camada de 5cm de pedra nº 1. Em seguida, uma camada de emulsão asfaltica e outra de pedriscos com altura entre 3 a 5cm. Por fim, uma nova camada de emulsão asfaltica e de 2 a 5 demãos de resina sintética. No caso de quadras de tênis, o acabamento da última demão deve ser áspero, para que o pique da bola seja mais lento. A construção demora 2 a 3 semanas. Como manutenção, a resina sintética deve ser substituída a cada 5 anos nas quadras abertas e a cada 8 anos nas fechadas. O escoamento da água demora de 15 a 20 minutos.
         · Areia - própria para futebol society e peteca, deve ser construída sobre um contrapiso. Um dreno "espinha-de-peixe" de 4 polegadas deve ser previsto. Serão aplicadas uma camada de 15cm de espessura de pedra nº 2, uma camada de 10cm de pedra nº 1 e, finalmente, 10cm de areia, no mínimo. A manutenção consiste em alisar a camada de areia com uma rede velha.
              

 

Grama Sintética

A grama sintética vem sendo utilizada em várias modalidades de esportes, tais como futebol, pádel, tênis, golf, hóquei, cricket e rugby, além de ser utilizada em playgrounds, decorações e paisagismo. A UEFA e a FIFA são exemplo disso, pois permitiram jogos em campos de grama sintética, pela qualidade e conforto que propiciam aos jogadores. Assim como as federações mencionadas, outras aderiram a utilização de grama sintética para prática dos seus respectivos esportes, ampliando ainda mais a utilização da grama sintética.